CONTRATAÇÃO DE TEMPORÁRIOS DEVE SER VISTA COMO SOLUÇÃO ESTRATÉGICA PELA EMPRESA CONTRATANTE

CONTRATAÇÃO DE TEMPORÁRIOS DEVE SER VISTA 
COMO SOLUÇÃO ESTRATÉGICA PELA EMPRESA CONTRATANTE

 

Há mais de 40 milhões de trabalhadores temporários no mundo, segundo levantamento da Confederação Internacional das Agências Privadas de Emprego (CIETT). Atualmente, os temporários assumem posição estratégica na empresa contratante e não devem ter o potencial desperdiçado. Normalmente são contratados para suprir o aumento da produção ou movimentação no comércio e na indústria, mas também são recrutados para substituir mão de obra efetiva como nos casos de afastamento por licença médica, por exemplo.

Segundo a diretora de comunicação do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo (Sindeprestem), Maria Olinda Maran Longuini, quando os trabalhadores temporários se sentem parte da equipe, os resultados são os melhores possíveis. “Os temporários precisam de treinamento e acesso às mesmas oportunidades de aprendizado dos funcionários permanentes, incluindo o feedback. Com isso,  a empresa contratante tem a chance de selecionar na prática o melhor talento para ocupar uma vaga efetiva”.
Para Jorge Vazquez, diretor-geral da Randstad no Brasil e coordenador da Câmara Setorial de Trabalho Temporário do Sindeprestem, o Trabalho Temporário deve ser utilizado como alavanca da produtividade, especialmente em um contexto de incerteza econômica, como promotor da geração de empregos e dinamizador de treinamento e qualificação constante da força de trabalho. “Perante a possibilidade de contratação temporária, agentes econômicos escolhem, dentro dos limites impostos, criar vagas que de outra forma não existiriam.”


Como obter o melhor do trabalhador temporário na empresa:


1. Estabelecer metas claras de desempenho desde o início do contrato

O temporário tende a apresentar melhor desempenho quando está ciente de suas responsabilidades e metas. Caso haja possibilidade de efetivação, o trabalhador temporário deve saber. Certamente a notícia será uma motivação a mais para apresentar melhor resultado.


2. Integração

O trabalhador temporário precisa se sentir parte da equipe. Distribua tarefas entre os funcionários permanentes e os temporários, e incentive a integração.


3. Outro ponto de vista

O funcionário permanente está habituado com a rotina da empresa. Às vezes é preciso mudar, reorganizar. Um temporário pode ser fundamental, pois tem outro olhar e pode contribuir com ideias e novos métodos de trabalho. Não menospreze a opinião dele. Peça ideias periodicamente, como faria com qualquer outro integrante da equipe.


4. Aprendizado

Não importa por quanto tempo um temporário permaneça em uma organização, ele deve ter o mesmo tratamento que trabalhadores permanentes. Ofereça o treinamento básico, mas não deixe de investir no treinamento avançado caso detecte potencial. Confie ao temporário novas responsabilidades se ele demonstrar capacidade para lidar com mais tarefas. O treinamento certo pode resultar em encontrar um talento valioso para uma vaga efetiva.


5. Dê feedback regularmente

O feedback regular faz com que os temporários tenham a oportunidade de corrigir os próprios erros, economizando tempo e dinheiro da empresa contratante. Aguardar o final do contrato para avaliar o trabalho de um temporário não será benéfico.


6. Remunere. Reconheça o bom desempenho

 

Um bônus pode ser oferecido ao temporário que alcançar a meta ou for assíduo. O dinheiro extra é a motivação para o bom desempenho.

Pesquisa feita pela consultoria internacional Randstad Professionals em janeiro e fevereiro com 22 executivos de RH da indústria, do setor imobiliário e construção, mostra que 77% dos entrevistados buscam referências anteriores para recrutar novos talentos no mercado de trabalho – e nenhum dos profissionais diz se utilizar de formas mais antigas, como testes de QI (mais informações no quadro abaixo).

Com este método de seleção, a capacidade de estabelecer um bom relacionamento profissional com colegas de outras gerações é outro fator levado em consideração pelas empresas que optam pela contratação – 41% dos profissionais afirmam que suas corporações possuem um planejamento de trabalho de três gerações.
Entretanto, ainda existem diferenças entre os métodos de trabalho de gerações distintas, de acordo com a pesquisa da Randstad. Dentre as competências exigidas de um novo líder, a capacidade de inovação e criatividade ficou em terceiro lugar em prioridade entre os entrevistados, logo atrás da visão de futuro e habilidade para se adaptar às mudanças do setor.
Fontes de avaliação de recrutamento
77% – referências anteriores
73% – agências de recrutamento
55% seleção de universidades
18% – feiras do setor
14% – anúncios
Fonte: O Estado de S.Paulo

 

 

POUPA TEMPO INDAIATUBA

POUPATEMPO INDAIATUBA INFORMA:

HORÁRIO DE ATENDIMENTO:

DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 8:00 ÀS 17:00 HORAS

AOS SÁBADOS, DAS 8:00 ÀS 12:00 HORAS
http://www.poupatempo.sp.gov.br/home/index.asp

O Posto é Fixo, no Parque Mall, anexo ao empreendimento Office Premium, na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, Marginal do Parque Ecológico, número 1050, CEP: 13330-490 Jardim Rêmulo Zoppi. Tel.: 0800-7723633

 

 

9 palavras que você deve deixar de usar ao se descrever profissionalmente

Foto Destaque  

 

Em um currículo ou em uma entrevista de emprego, você deverá fazer uma boa descrição de seu perfil profissional para que os recrutadores percebam que devem considerá-lo para a vaga em questão. Para que você tenha sucesso nessas etapas, é importante que você saiba o que dizer e também o que deve evitar.

 

A seguir, confira 9 palavras que você deve deixar de usar ao se descrever profissionalmente:

 

1. Inovador

A maioria das empresas busca essa característica em um candidato. Ser inovador realmente é algo positivo para diversas áreas de sua vida. Porém, utilizar esse adjetivo para se descrever pode passar uma imagem errada, já que na verdade a maneira mais efetiva de comprovar esse fato é com ações. Por isso, se você considera suas ideias inovadoras, utilize exemplos que demonstrem essa qualidade.

 

2. Autoritário

Autoridade é algo que também não deve ser provado com palavras. Se você precisa dizer constantemente que é um bom líder, é provável que, na verdade, você não seja. Essa qualidade só pode ser provada na prática, portanto é importante que você evite esse adjetivo.

 

3. Criativo

Algumas palavras são usadas com tanta frequência que acabam perdendo o impacto. “Criativo” é uma delas. Mesmo que você realmente tenha essa característica, procure descrever tal qualidade de outra maneira, evitando soar clichê.

 

4. Guru

Tentar parecer mais inteligente pode acabar passando uma imagem contrária. Por isso, usar a palavra “guru” para se descrever pode acabar com sua credibilidade.

 

5. Impetuoso

Mesmo que você goste muito de alguma determinada função, dizer que é apaixonado por alguma atividade pode fazer você parecer desesperado. Por isso, procure demonstrar essa característica dizendo apenas que você tem facilidade com determinados cargos, mas evite dizer que é impetuoso.

 

6. Único

Dizer que você é único em uma descrição profissional sobre você não é adequado. Por isso, mostre que seu trabalho é melhor que a concorrência e assim você ganhará credibilidade.

 

7. Incrivelmente…

Utilizar “incrivelmente” antes de outro adjetivo para se descrever pode soar imaturo, além de ser exagerado. Não diga que você é “incrivelmente capacitado”, por exemplo.

 

8. Empreendedor em série

Começar um negócio após o outro porque o primeiro não funcionou não faz de você um empreendedor em série. Pessoas que conseguiram obter sucesso com suas criações podem utilizar esse adjetivo. Se você ainda não alcançou esse nível, evite tal descrição.

 

9. Estrategista

Poucas pessoas são realmente estrategistas. O fato de você ter algumas boas ideias não classifica você como um e é por isso que você deve evitar essa palavra.

EMPRESAS MULTINACIONAIS CONTRATAM

OPERADORA MULTIFUNCIONAL: Feminino, ensino médio completo, com vivência em produção, com disponibilidade para trabalhar 1º e 2º turnos , inclusive aos sábados.

AUXILIAR DE PRODUÇÃO / SERIGRAFIA  Feminino, ensino médio completo, com vivência em SERIGRAFIA , para trabalhar 1º e 2º turno, inclusive aos sábados .

AUXILIAR DE PRODUÇÃO : Masculino, ensino médio completo, com vivência em produção em AUTOCLAVE , para trabalhar 3º turno.

 

Bancos começam hoje a alimentar cadastro de bom pagador

 

Foto Destaque 

 

  Bancos brasileiros começam a alimentar hoje o chamado Cadastro Positivo, banco de dados que vai reunir o histórico dos pagamentos feitos em dia por consumidores -como empréstimos, crediários e até contas de consumo, como água e luz.
A perspectiva é que esse cadastro ajude os bons pagadores a conseguir juros menores em compras e financiamentos. A implementação segue cronograma do CMN (Conselho Monetário Nacional), que regulamenta o sistema, criado em 2011. Administradoras de consórcio conseguiram prorrogar o prazo para começar a enviar os dados para junho de 2014.
Na prática, porém, ainda vai levar algum tempo para que o instrumento possa beneficiar os consumidores.
De acordo com Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian, uma das empresas de informações financeiras que vão operar o novo cadastro, deve levar seis meses para que seja possível produzir avaliações sobre o perfil de crédito dos clientes.
“É preciso ter uma base de dados relativamente grande”, disse Loureiro. “Cerca de 1 milhão de consumidores já autorizaram a abertura do cadastro na Serasa, o que é um número pequeno.”
Para Dorival Dourado, presidente da Boa Vista, outra empresa de informações financeiras que vai operar o banco de dados, são necessários cerca de três anos para que benefícios sejam percebidos -mesmo horizonte previsto pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos).
O consumidor que quiser autorizar sua inclusão no cadastro pode procurar tanto a instituição financeira na qual tem conta quanto as empresas gestoras de banco de dados como Serasa Experian, Boa Vista e SPC Brasil.
Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, associação de defesa do consumidor, porém, afirma que ainda não há clareza sobre as regras de compartilhamento das informações.
“O consumidor não tem segurança sobre se seus dados serão vendidos a empresas interessadas, por exemplo.”
Fonte: Folha de S. Paulo

 

 

10 maneiras de cultivar a sua inteligência

Na vida adulta, nos deparamos com muitos problemas que temos que lidar diariamente. Não é sempre que conseguiremos resolvê-los facilmente, mas cada vez que contornamos eles, estamos mais próximos de atingir o sucesso. Aqui vão algumas dicas de como cultivar a nossa inteligência:

1 – Defina novos objetivos toda semana

Trabalhe duro para atingir as suas metas. Sem objetivos, você não tem como definir suas estratégias e ter novas ideias. Cada vez que você chegar lá, reconheça seu esforço e não perca tempo para decidir qual é o próximo passo. Se você estiver demorando muito para atingir as metas, pare e tente encontrar onde você está errando.

 

2 – Priorize a educação

Entenda que a sua educação tem que ser prioridade. Estudar permite que você entenda o mundo ao seu redor e desperta a sua curiosidade. Uma mente esperta é aquela que sempre questiona e tem sede de novidades. Além do mais, nem todo conhecimento é aprendido nas escolas e na universidade: você pode aprender muito no seu dia a dia.

 

3 – Seja organizado

Organizar as suas coisas é uma das formas mais eficazes de não desperdiçar o seu tempo. Estar ciente de onde estão as suas coisas é uma ótima maneira de organizar seus pensamentos e não gastar a sua disposição à toa.

 

4 – Tenha uma mente aberta

Não fique fechado para sempre as mesmas opções e a mesma linha de pensamento. Não é porque você é bom em algo que você tem sempre que fazer a mesma coisa. De vez em quando, saia da sua zona de conforto.

 

5 – Seja uma pessoa antenada

Sempre leia jornais, sites e revistas. Vá ao cinema, leia os livros do momento e assista aos documentários. Ou seja: saiba o que está acontecendo.

 

6 – Cultive um bom vocabulário

Todos os dias, abra o dicionário e tente descobrir uma palavra nova. Use-a ao longo do dia, e incorpore ela ao seu vocabulário.

 

7 – Estimule a mente

Pratique tarefas que estimulem o seu raciocínio e memória. Tente resolver Sudoku, complete palavras cruzadas, tente solucionar um cubo mágico, escreva poemas, etc.

 

8 – Aprenda uma nova língua

Além de ser um ótimo exercício linguístico, aprender um novo idioma pode te aproximar a uma nova cultura e pessoas.

 

9 – Visite novos lugares

Visitar novas cidades ou países abre a sua mente e ensina a ver o mundo de outra forma. Você vê novos hábitos e culturas, conhece outras pessoas, comidas, paisagens, etc.

 

10 – Faça conexões

O conhecimento só é útil quando pode ser usado na vida real. Tente utilizar o que você já sabe para resolver os seus problemas e para ter novas ideias.

Fonte: Universia