Bancos começam hoje a alimentar cadastro de bom pagador

 

Foto Destaque 

 

  Bancos brasileiros começam a alimentar hoje o chamado Cadastro Positivo, banco de dados que vai reunir o histórico dos pagamentos feitos em dia por consumidores -como empréstimos, crediários e até contas de consumo, como água e luz.
A perspectiva é que esse cadastro ajude os bons pagadores a conseguir juros menores em compras e financiamentos. A implementação segue cronograma do CMN (Conselho Monetário Nacional), que regulamenta o sistema, criado em 2011. Administradoras de consórcio conseguiram prorrogar o prazo para começar a enviar os dados para junho de 2014.
Na prática, porém, ainda vai levar algum tempo para que o instrumento possa beneficiar os consumidores.
De acordo com Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian, uma das empresas de informações financeiras que vão operar o novo cadastro, deve levar seis meses para que seja possível produzir avaliações sobre o perfil de crédito dos clientes.
“É preciso ter uma base de dados relativamente grande”, disse Loureiro. “Cerca de 1 milhão de consumidores já autorizaram a abertura do cadastro na Serasa, o que é um número pequeno.”
Para Dorival Dourado, presidente da Boa Vista, outra empresa de informações financeiras que vai operar o banco de dados, são necessários cerca de três anos para que benefícios sejam percebidos -mesmo horizonte previsto pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos).
O consumidor que quiser autorizar sua inclusão no cadastro pode procurar tanto a instituição financeira na qual tem conta quanto as empresas gestoras de banco de dados como Serasa Experian, Boa Vista e SPC Brasil.
Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, associação de defesa do consumidor, porém, afirma que ainda não há clareza sobre as regras de compartilhamento das informações.
“O consumidor não tem segurança sobre se seus dados serão vendidos a empresas interessadas, por exemplo.”
Fonte: Folha de S. Paulo

 

 

10 maneiras de cultivar a sua inteligência

Na vida adulta, nos deparamos com muitos problemas que temos que lidar diariamente. Não é sempre que conseguiremos resolvê-los facilmente, mas cada vez que contornamos eles, estamos mais próximos de atingir o sucesso. Aqui vão algumas dicas de como cultivar a nossa inteligência:

1 – Defina novos objetivos toda semana

Trabalhe duro para atingir as suas metas. Sem objetivos, você não tem como definir suas estratégias e ter novas ideias. Cada vez que você chegar lá, reconheça seu esforço e não perca tempo para decidir qual é o próximo passo. Se você estiver demorando muito para atingir as metas, pare e tente encontrar onde você está errando.

 

2 – Priorize a educação

Entenda que a sua educação tem que ser prioridade. Estudar permite que você entenda o mundo ao seu redor e desperta a sua curiosidade. Uma mente esperta é aquela que sempre questiona e tem sede de novidades. Além do mais, nem todo conhecimento é aprendido nas escolas e na universidade: você pode aprender muito no seu dia a dia.

 

3 – Seja organizado

Organizar as suas coisas é uma das formas mais eficazes de não desperdiçar o seu tempo. Estar ciente de onde estão as suas coisas é uma ótima maneira de organizar seus pensamentos e não gastar a sua disposição à toa.

 

4 – Tenha uma mente aberta

Não fique fechado para sempre as mesmas opções e a mesma linha de pensamento. Não é porque você é bom em algo que você tem sempre que fazer a mesma coisa. De vez em quando, saia da sua zona de conforto.

 

5 – Seja uma pessoa antenada

Sempre leia jornais, sites e revistas. Vá ao cinema, leia os livros do momento e assista aos documentários. Ou seja: saiba o que está acontecendo.

 

6 – Cultive um bom vocabulário

Todos os dias, abra o dicionário e tente descobrir uma palavra nova. Use-a ao longo do dia, e incorpore ela ao seu vocabulário.

 

7 – Estimule a mente

Pratique tarefas que estimulem o seu raciocínio e memória. Tente resolver Sudoku, complete palavras cruzadas, tente solucionar um cubo mágico, escreva poemas, etc.

 

8 – Aprenda uma nova língua

Além de ser um ótimo exercício linguístico, aprender um novo idioma pode te aproximar a uma nova cultura e pessoas.

 

9 – Visite novos lugares

Visitar novas cidades ou países abre a sua mente e ensina a ver o mundo de outra forma. Você vê novos hábitos e culturas, conhece outras pessoas, comidas, paisagens, etc.

 

10 – Faça conexões

O conhecimento só é útil quando pode ser usado na vida real. Tente utilizar o que você já sabe para resolver os seus problemas e para ter novas ideias.

Fonte: Universia